Search

Carregando...
sexta-feira, 8 de maio de 2009

Soneto de saudade


Depois de ler muito e homenagear Vinícius de Moraes, resolvi escrever um novo soneto, ao seu estilo, mas, claro está, sem a sua elegância que o diferencia dos outros poetas.
Trata-se de um eu-lírico carregado de nostalgia, relembrando sua relação com um amor já passado, um sentimento forte, mistura de sensualidade e ternura. Enfim, que a análise e os comentários fiquem para vocês, meus queridos leitores! Espero que apreciem! Um abraço!

O teu seio é como a aurora de uma manhã em veraneio,

E no cálido botão rosáceo, intumescido de prazer,

Habitam os meus desejos de cintilante devaneio,

O toque macio e a pele alva me fazem enlouquecer.

 

Dá-me, ó musa, alimenta-me com teu seio

Como uma mãe que sacia o filho faminto,

Mas saibas que a minha fome é de anseio,

Quero perecer em ti, curvas em labirinto.

 

Ao colocá-lo em meus lábios, como outrora e infinitamente,

Umedeço-o com a seiva da paixão e tu padeces,

No fechar dos olhos, desfrutas do deleite, imensamente...

 

No profundo suspirar, deixa-te levar pelo que queres,

Cederás sempre ao nosso amor, paixão incandescente,

E alhures, nossos lêmures se unirão num banquete de prazeres.


4 comentários:

Camila Peliçon disse...

Conheço o Marco a pouco tempo, agradeço pois também conheci um grande poeta,sua forma de descrição me espanta, e expressa esse dom muito bem neste poema...
Meus parabéns... Adorei!!!

vanessa disse...

Como em alguns outros poemas que li, fantásticos. Esse não poderia ficar atrás. Muito bonito Marco, gosto do modo como se expressa! Parabéns !
e você sabe né, que dom maravilhoso que você tem. bises chéri. =]

Élina disse...

Bom, depois de muito vc pedir para eu visitar o teu blog, aq estou!

está tudo muito bom! vc sabe q sempre admirei os teus escritos.. e eles estão cada vez melhores.. Parabéns, Marco!
esse último está encantador.. o poeta entende a alma da mulher, né?? hehe

Gostei de ver que vc anda colocando textos de outros autores tbm.. Vinícius, principalmente.. é perfeito!
:)
beeijos

Luigi Ricciardi disse...

Essa imagem é perfeita, ótimo poema!

Marco Hruschka no Facebook

Quem sou eu?

Minha foto
Maringá, Paraná, Brazil
Marco Hruschka é natural de Ivaiporã-PR, nascido em 26 de agosto de 1986. Morou toda a sua vida no norte do Paraná: passou a infância em Londrina e desde os 13 anos mora em Maringá. Sempre se interessou em escrever redações na época de colégio, mas descobriu que poderia ser escritor apenas com 21 anos. Influenciado por professores na faculdade – cursou Letras na Universidade Estadual de Maringá – começou escrevendo sonetos decassílabos heroicos, depois versos livres, contos, pensamentos e atualmente dedica-se a um novo projeto: contos eróticos. Seu primeiro poema publicado em livro (Antologia de poetas brasileiros contemporâneos – vol. 49) foi em 2008 e se chama “Carma”. De lá para cá já, entre poemas e contos, já publicou mais de 50, não apenas pela CBJE, mas também em outras antologias. Em 2010 publicou seu primeiro livro solo: “Tentação” (poemas – Editora Scortecci). Em 2014, publicou “No que você está pensando?” (Multifoco Editora), livro de pensamentos e reflexões escrito primordialmente no facebook. É professor de língua francesa e pesquisador literário.

Lançamento

Lançamento
No que você está pensando?
"A vida é um compromisso inadiável" M. H.
"A cumplicidade é um roçar de pés sob os lençóis da paixão." M.H.

No que você está pensando?

No que você está pensando?
Pensamentos e reflexões

Meu livro de poemas

Meu livro de poemas
Tentação

Total de visualizações de página

Seguidores

Contato:

marcohruschka@hotmail.com
Tecnologia do Blogger.

Siga-me por e-mail

Arquivo do blog