sexta-feira, 16 de março de 2012

Pai nosso, padrasto alheio

Pai nosso que estais no céu
Padrasto dos pobres e dos enfermos,

Santificado seja o vosso nome
Para que haja sangue em abundância para bebermos,

Venha a nós o vosso reino
Castelo de ilusão esmaecido...

Seja feita a vossa vontade
E a minha? E a tua? Sonho perdido!

Assim na Terra como no céu
Aqui se vive, acolá, abóbada obscura...

O pão nosso de cada dia nos dai hoje
Brindemos à gula e à miséria, prefiro a fartura!

Perdoai-nos as nossas ofensas
Por que nos deste uma língua tão afiada?

Assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
Pois que errar é humano, mas na próxima não garanto nada.

E não nos deixei cair em tentação
Para que temos os cinco sentidos disponíveis?

Mas livrai-nos do mal
Os saborosos pecados terrenos, ou os demônios invisíveis?

Prece extra, para um retorno mais veloz e mais abundo:
Viva o ouro do Vaticano, e a vida nas Áfricas do mundo!

Amém


Marco Hruschka

Poesia publicada no livro "Tentação", 2010.

3 comentários:

Janice Adja disse...

Gostei da criatividade.
Beijos!

Marciano Lopes disse...

É... caro amigo, sua poesia está mudando muito(e minha opinião acompanha). É muito bom tê-lo colaborando na Revista JIOP, que (modéstia à parte, sem esquecer, é claro, dos colegas Marcele Aires e Fábio Pierini) ficou MUITO boa! Um abraço!

Marco Hruschka disse...

Janice, obrigado pelo comentário e pelas visitas frequentes em meu blog.

Marciano, obrigado pelo comentário. Realmente a revista JIOP ficou ótima, com muito conteúdo de qualidade. Para mim é uma honra participar. Com relação à poesia, eu a escrevi em dezembro de 2008, ainda era aluno da graduação. A ideia me surgiu em Cuiabá, durante uma viagem. Fiz os versos no celular, para não perder a ideia. Quando cheguei aqui de volta, terminei! Não havia postado ainda porque achei que ela pudesse causar polêmica com algumas pessoas. Mas decidi postar agora, afinal a Arte deve ser mostrada! Obrigado mais uma vez! Abraços.

Marco Hruschka no Facebook

Quem sou eu?

Minha foto
Maringá, Paraná, Brazil
Marco Hruschka é natural de Ivaiporã-PR, nascido em 26 de agosto de 1986. Morou toda a sua vida no norte do Paraná: passou a infância em Londrina e desde os 13 anos mora em Maringá. Sempre se interessou em escrever redações na época de colégio, mas descobriu que poderia ser escritor apenas com 21 anos. Influenciado por professores na faculdade – cursou Letras na Universidade Estadual de Maringá – começou escrevendo sonetos decassílabos heroicos, depois versos livres, contos, pensamentos e atualmente dedica-se a um novo projeto: contos eróticos. Seu primeiro poema publicado em livro (Antologia de poetas brasileiros contemporâneos – vol. 49) foi em 2008 e se chama “Carma”. De lá para cá já, entre poemas e contos, já publicou mais de 50, não apenas pela CBJE, mas também em outras antologias. Em 2010 publicou seu primeiro livro solo: “Tentação” (poemas – Editora Scortecci). Em 2014, publicou “No que você está pensando?” (Multifoco Editora), livro de pensamentos e reflexões escrito primordialmente no facebook. É professor de língua francesa e pesquisador literário.

Lançamento

Lançamento
No que você está pensando?
"A vida é um compromisso inadiável" M. H.
"A cumplicidade é um roçar de pés sob os lençóis da paixão." M.H.

No que você está pensando?

No que você está pensando?
Pensamentos e reflexões

Meu livro de poemas

Meu livro de poemas
Tentação

Total de visualizações de página

Seguidores

Contato:

marcohruschka@hotmail.com
Tecnologia do Blogger.

Siga-me por e-mail