Search

Carregando...
quarta-feira, 25 de abril de 2012

Os Pecados Capitais na atualidade


"Todos os pecados capitais, sem exceção, são tidos como virtudes nessa sociedade neoliberal corroída pelo afã consumista.
A inveja é estimulada no anúncio da moça que, agora, possui um carro melhor do que o do seu vizinho. A avareza é o mote das cadernetas de poupança. A cobiça inspira todas as peças publicitárias, do Carnaval a bordo no Caribe ao tênis de grife das crianças. O orgulho é sinal de sucesso dos executivos bem-sucedidos, que possuem lindas secretárias e planos de saúde eterna. A preguiça fica por conta das confortáveis sandálias que nos fazem relaxar, cercados de afeto, numa lancha ao sol. A luxúria é marca registrada da maioria dos clipes publicitários, em que jovens esbeltos e garotas esculturais desfrutam uma vida saudável e feliz ao consumirem bebidas, cigarros, roupas e cosméticos. Enfim, a gula subverte a alimentação infantil na forma de chocolates, refrescos, biscoitos e margarinas, induzindo-nos a crer que sabores são prenúncios de amores." Frei Betto


Foto: "Les 7 péchés capitaux", de Jérôme Bosh.
terça-feira, 24 de abril de 2012

Sem hiato


Quando nossos corações
Outrora separados
Individualizados
Tornaram-se união

Fui de mim ao céu
Num repente, sem pensar
E senti calmamente acalentar
Nossos corpos meio ao léu

De minh’alma me separei
E viajei aéreo num instante
Eternamente agraciado, amante
Flutuante e extasiado me encontrei

E continuei, galgando mais e mais
Indo e vindo em movimento compassado
Peles, lençóis, delírio, tudo entrelaçado
A carne é trêmula e os gestos não-vestais

Depois do gozo, amor realizado em ato
Abraço-te ofegante, quase sem respiração
Lábios alterados, sorriso de satisfação
Agora somos um, unidos, sem hiato

Marco Hruschka


quarta-feira, 18 de abril de 2012

Jantar

‎"Essa vai para as mulheres. Quando um cara te chama para jantar, isso não significa necessariamente que ele está perdidamente apaixonado por você (o que ao meu ver seria bom, não vejo problema nenhum com paixões, acho inclusive que elas são necessárias e bem-vindas). Não significa que ele será um grude, um pé no saco. Significa, muitas vezes, que se trata de um homem mais educado, sensível talvez, que provavelmente sabe conversar e que quer a oportunidade de te conhecer melhor, viver algo a mais do que apenas uma noite de sacanagem. Significa que ele tem a intenção de te respeitar, de te olhar de uma maneira mais atenciosa, diferenciada. Um jantar possibilita momentos de o que eu chamaria de 'intimidade descontraída'. Uma vez a sós, vocês podem conversar sobre o que quiserem, olharem-se como quiserem e depois fazerem o que quiserem. Um jantar é uma oportunidade. Um jantar é um programa para pessoas inteligentes. Em último caso, vocês comeram, conversaram e sacaram se rola ou não rola. Não há nada a perder. Mas a sociedade está transformando as pessoas em máquinas (robôs) de fazer sexo. Sair, beber, transar e, principalmente, esquecer. É a degradação do relacionamento. O fim do amor. Saia para jantar, vá ao cinema, tome um sorvete com alguém! As pessoas são mais do que uma mera aparência entre luzes coloridas. Valorize o ser humano em cada um. Valorize-se." Marco Hruschka
terça-feira, 10 de abril de 2012

Tatuagem


Eu nunca fui fã de poesia por encomenda. É um pouco difícil pra mim escrever sobre alguém sem que a ideia parta naturalmente de mim. Mas um dia uma amiga muito especial, a Pri, me pediu uma poesia e disse que iria tatuá-la em seu corpo. Então resolvi fazer. Em nome de nossa amizade. Em nome do que ela significa pra mim. E o fato de minha poesia estar no corpo dela surge como uma homenagem inesquecível pra mim. Estou muito contente com o resultado. É a arte de Marco Hruschka superando qualquer barreira. Abaixo a poesia na íntegra. Abraços


Tatuagem

Seu nome é Priscila da Mata Brustello
Estonteantemente mulher demais
Insaciável em sua alegria, sempre mais
Seu coração é imensidão, é tão singelo

Sua alma é rara, misto de sentimento e razão
Seu corpo é prazer e euforia delatados
Tentação e libertinagem exalados
Obra delicada, retocada com perfeição

Do louro da lua, cabelos de mel
Pele de oliva nascida em plena madrugada
Curvas sem destino, perdição aventurada
Toda carnívora, devoradora, mulher-babel

Hipnotiza a todos, sereia do mar
Mas seu feitiço é de carisma e de beleza
Conquista o coração de todos, é alteza
E será sempre a rainha por onde passar

Marco Hruschka




PS: Créditos da tatuagem ao Fábio Xuxa.

Achado...

Poema escrito em 04 de outubro de 2009, nunca publicado. Nem mesmo no meu livro de poemas "Tentação", que saiu em abril de 2010. Hoje acabei relendo-o e vi algum sentido nele. Resolvi não só publicar aqui como também mandá-lo para seletiva para sair em Antologia nacional.


Testamento

Ego, ego meu, diga-me:
Há alguém mais sensível do que eu?
O apaixonado pela primavera em flores,
Amante do céu e do arco-íris em cores,
A relva, o orvalho e o luar são meus amores.

Mas não sei o que há debaixo dessa máscara
Que uso para agradar os complacentes,
Se é caráter conturbado ou laica inocência,
Acéfalo primata ou alma em transparência,
Que se exploda esse bando de doentes!

Não me encaixo nessa caixa de Pandora...
Já não sou mais o cretino de outrora!
É preciso uma mudança, vou-me embora,
Pego a estrada ininterrupta, chegou a hora...
Um adeus aos hipócritas, parto, é agora!

Marco Hruschka

Marco Hruschka no Facebook

Quem sou eu?

Minha foto
Maringá, Paraná, Brazil
Marco Hruschka é natural de Ivaiporã-PR, nascido em 26 de agosto de 1986. Morou toda a sua vida no norte do Paraná: passou a infância em Londrina e desde os 13 anos mora em Maringá. Sempre se interessou em escrever redações na época de colégio, mas descobriu que poderia ser escritor apenas com 21 anos. Influenciado por professores na faculdade – cursou Letras na Universidade Estadual de Maringá – começou escrevendo sonetos decassílabos heroicos, depois versos livres, contos, pensamentos e atualmente dedica-se a um novo projeto: contos eróticos. Seu primeiro poema publicado em livro (Antologia de poetas brasileiros contemporâneos – vol. 49) foi em 2008 e se chama “Carma”. De lá para cá já, entre poemas e contos, já publicou mais de 50, não apenas pela CBJE, mas também em outras antologias. Em 2010 publicou seu primeiro livro solo: “Tentação” (poemas – Editora Scortecci). Em 2014, publicou “No que você está pensando?” (Multifoco Editora), livro de pensamentos e reflexões escrito primordialmente no facebook. É professor de língua francesa e pesquisador literário.

Lançamento

Lançamento
No que você está pensando?
"A vida é um compromisso inadiável" M. H.
"A cumplicidade é um roçar de pés sob os lençóis da paixão." M.H.

No que você está pensando?

No que você está pensando?
Pensamentos e reflexões

Meu livro de poemas

Meu livro de poemas
Tentação

Total de visualizações de página

Seguidores

Contato:

marcohruschka@hotmail.com
Tecnologia do Blogger.

Siga-me por e-mail